Dj, passinho e batalha de barbeiros animam a tarde do Rio Media Center

Dj, passinho e batalha de barbeiros animam a tarde do Rio Media Center

Fonte:RMC

Fotos:Paulo Araujo/RMC

2016.08.16-Rio Parada Funk_Paulo Araújo.
2016.08.16-Rio Parada Funk_Paulo Araújo.

A batida do funk carioca tomou conta do Rio Media Center na tarde desta terça-feira (16/08) com a presença do movimento Rio Parada Funk, em evento promovido em parceria com o MetrôRio e o Instituto Invepar.  A apresentação contou com mixagens exclusivas do Dj Grandmaster Raphael, apresentação do Bonde do Passinho Imperador da Dança e Batalha de Barbeiros.

“Nossa missão é fazer com que as pessoas entendam que o funk é uma música como outra qualquer, que tem uma energia grande e dançante e que, por isso, os jovens adoram. Durante muito tempo o funk foi marginalizado, queremos que as pessoas entendam que o funk e o passinho são parte da vida destes jovens, que podem ser uma opção profissional”, defende o Dj Grandmaster, destacando que dois dos quatro dançarinos que se apresentaram no RMC participaram também da Cerimônia de Abertura do Jogos Rio 2016.

2016.08.16-Rio Parada Funk_Paulo Araújo.
2016.08.16-Rio Parada Funk_Paulo Araújo.

A batida do funk chamou a atenção do jornalista Keyvan Antonio Heydari, que veio de Miami, nos Estados Unidos, para cobrir os Jogos para o site Sport360, e se arriscou no passinho: “Eles estão improvisando e é muito bom. Só tinha assistido em vídeos, nunca assim, ao vivo. Tem muito movimento de cintura. É um bom ‘break’ no trabalho na sala de imprensa”.

A jornalista Patrícia Saturno, que está no Rio para divulgar o turismo do Tocantins, concorda. “É impossível ver alguém dançando e sair dançando também. Já tinha tentado dançar o passinho antes, mas é a primeira vez que consigo. O ritmo é muito contagiante. E os meninos são muito animados”, disse a jornalista, fazendo referência a Letícia Bento, Isaque Nascimento, Julia Vicente e William Severo dos Santos, que entre uma demonstração e outra convidavam o público a dançar e aprender o passinho.

O angolano João Agostinho não só entrou na dança como também aprovou o corte de cabelo feito pelo Gordinho Barbeiro, de Acari, que junto com Marcelo, o Magnífico do Corte, de Manguinhos, fez uma demonstração do que acontece na Batalha de Barbeiros.

Criado em 2011, o movimento Rio Parada Funk consagra o funk como cultura popular carioca e já mobilizou mais de 3 mil artistas, 60 equipes de som e mais de 500 mil funkeiros. Sob o comando da Velha Guarda do Funk, tem curadoria de mestres como o Dj Grandmaster Raphael, Dj Sany Pitbull e Dj Malboro.

Bem vindo! Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: